segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Primeira noite em Roma (2016) Piazza di Espagna e

Hospedado em Roma, num belo e grande apartamento, no centro da cidade, é um verdadeiro privilégio! Conforme publiquei num artigo anterior, ficamos hospedados no super apê do Alexander e fomos bem recepcionados por sua mãe, Carmela, que gentilmente nos ofertou um espumante.

A vida de turista, no entanto, tem suas armadilhas. Quando cheguei no apê, Carmela disse que eu tinha que pagar o aluguel e algumas taxas, sem mais explicações. Paguei, mas entrei em contato com a Booking.com e eles confirmaram que já tinham debitado o aluguel no meu cartão. Felizmente após constatar o equívoco, dona Carmela devolveu o valor, é claro que sem as taxas. A Booking nem se pronunciou sobre as taxas.

A ansiedade de rever Roma era tão grande, que saímos logo para visitar a Piazza di Espagna e Via del Corso que ficavam próximas. Afinal de contas já faziam 25 anos que estivemos lá.o

A piazza di Espagna é mesmo maravilhosa, muito alegre, com sua fonte de águas transparentes, na forma de um barco, defronte à escadaria. Esta por sua vez estava lotada e foi uma briga achar algum ângulo para fotografar. Prometi voltar cedo noutro dia par ver se a encontrava mais vazia.

Infelizmente nesta época do ano, a piazza di Espagna não estava florida, mas continuava linda com uma luz maravilhosa.

Desta vez, senti muita segurança em Roma. Acredito que por medo de atentados, a cidade estava toda vigiada pela polícia e pelo exército super armado nas ruas. Da outra vez, fui roubado em Roma, com toda classe e sutileza por um dito carabinieri (policial).

Depois de desfrutarmos da piazza di Espagna, terminamos a noite num jantar no Le Grotte, onde comemos um funghi porcini arrosto, ou melhor dizendo, belos cogumelos grelhados e temperados com alcachofras.

O outro prato pedido no Le Grotte foi uma deliciosa Melanzane (beringela) a parmegiana. O queijo italiano não tem igual e confere à beringela, um sabor especial que não conseguimos no Brasil.

Procurei para acompanhar os pratos, um vinho da região, o Lazio-Morellino Di Scansano, Santa Maria 20014, que caiu muito bem com os pratos.

Voltamos depois para o nosso apê, passeando pela deliciosa noite romana e admirando as vitrines da Via del Corso e também uma linda igreja perto de casa. Aliás, o que não falta nesta cidade católica, lindas igrejas!!!

Finalmente fomos descansar para a maratona que viria nos dias seguintes, justamente por desejar desfrutar desta cidade tão maravilhosa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os vinhos deliciosos da Península de Setúbal, Portugal

A comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal (CVRSP) promoveu um encontro em São Paulo, em junho de 2019, para apresentar os vin...