sexta-feira, 25 de maio de 2018

Os excelentes vinhos da Qualimpor de 2018

Participei do Wine Day da Qualimpor 2018, que aconteceu num prédio espetacular da rua Colômbia, em frente ao clube Paulistano, Casa Miracolli, onde antes deveria ter sido um palacete paulistano.

Nesta ocasião foi oferecida uma grande degustação dos produtos, do portfólio da importadora, como azeites e vinhos

Os produtores que estiveram presentes neste evento foram:

Herdade do Esporão, Alentejo

Quinta do Crasto, Douro

Quinta das Murças, Douro
Taylor’s, Douro

Quinta do Ameal, Vale de Cima

Freixenet, Cava

O evento foi destinado a enófilos, profissionais do segmento e imprensa e contou com a presença de João Roquette - o diretor da Qualimpor.

Os produtores que apresentaram seus azeites foram: Herdade do Esporão, Quinta das Murças, do Crasto e de Vargellas. Os azeites do Esporão tinham acidez entre 0,1 e 0,3% - variadas cepas de azeite e até mesmo orgânico.

Os vinhos que me chamaram a atenção, neste evento, foram:

O Esporão apresentou seus bons vinhos brancos, além dos tintos Vinha das Palmeiras, do Canto do Zë Cruz e o Torre do Esporão.

Os vinhos da Quinta do Ameal, feitos apenas com a casta Loureiro, cultivados de forma orgânica, assentam uma filosofia de produção concentrada na atenção e energia da vinha, o que resulta em uvas de grande qualidade e vinhos com personalidade e caráter. Aproveitei para conhecer também o vinho doce Spetial Harvest, que deve combinar com os doces portugueses!

Apreciei os vinhos da Quinta das Murças, cuja vinícola fica no Douro e pertence à Esporão. Pude degustar uma boa gama destes vinhos, desde os agradáveis Margem e Minas, até o excepcional VV47, que por sua vez foi elaborado com uvas de parreiras plantadas em 1947, ano em que nasci.

A Quinta do Crasto surpreendeu com seus: Crasto Reserva vinhas Velhas, Roquette & Cazes e Xisto Roquete e Cazes.

Os Portos Taylor´s extrapolou as minhas  expectativas. Seu gentil Export Sales Manager, Fernando Seixas que escondeu a cuspideira, para que todos tomassem seus vinhos, serviu uma vasta gama dos portos: os Tawny 10, 20, 30 e 40 anos; os vintage 2003, 2007, 2011 e o novíssimo 2016; o Limited Edition 1968.

Os vinhosda Taylor's estavam muito bons e notei a grande diferença entre o Tawny 10 e 20 anos. Fernando me explicou que para manter a longa vida do Tawny 10, ele era feito com grande acidez.

Bico Amarelo da Quinta do Ameal foi uma  novidade no portfólio da importadora,  produzido na região norte de Portugal.

As novas safras do Crasto Superior e do Crasto Syrah continuam muito boas.

As cavas Freixenets são produzidas pela maior produtora de espumantes do mundo. Entre elas a Ice Rosé é feita para beber acompanhada de pedras de gêlo.

Do lado de fora do prédio, a Freixenet montou carrinhos que serviam aperitivos que utilizavam a sua Ice. Escolhi um delicioso drink com gêlo, xarope de gengibre, limão tahiti e hotelã, que deve fazer sucesso no verão.

Este evento foi muito interessante, pois apresentou a gama completa dos vinhos da Qualimpor assim como seus vinhos excelentes.



A Qualimpor é uma importadora que trabalha com poucas marcas, porém de excelente portfólio de forma exclusiva. A Qualimpor distribui e comercializa os produtos por meio de equipe própria e de mais de 20 representantes nos estados brasileiros, atingindo assim todo o território nacional. Seus produtos são encontrados nas principais redes de supermercados, lojas especializadas, empórios, restaurantes e bares.

Para acompanhar a degustação, foi servido petiscos como queijos e embutidos e pães deliciosos, numa mesa farta.

----------------------------------------------------------------------

Agradeço à Tema Assessoria de Comunicação e à Qualimpor pela oportunidade de conhecer melhor os seus produtos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os vinhos deliciosos da Península de Setúbal, Portugal

A comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal (CVRSP) promoveu um encontro em São Paulo, em junho de 2019, para apresentar os vin...